Jornadas da Língua e da Cultura 2

O blogue ‘Desperta do teu Sono‘, administrado por José Manuel Barbosa (membro do IGEC), organiza jornadas da língua e literatura galego-portuguesa com motivo da celebração no dia 5 de Maio do Dia da Língua Portuguesa e da Cultura da CPLP.
As jornadas analisarão entre outras temáticas as relações entre a cultura celta e a língua e literatura galego-portuguesa. Este evento conta com a colaboração e presença do IGEC.

Os eventos transcorrerão durante os dias 5 e 6 em Montalegre (Portugal) com o seguinte programa (sujeito a ligeiras modificações de última hora):

Sábado dia 5 de Maio:

12h00 – Concentração na casa de Turismo Rural do Padre Fontes em Mourilhe.
13h00 – Jantar de confraternização e posterior recital de poesia.
16h00 – Sala da Junta de Freguesia de Pitões das Júnias. Apertura das palestras sobre os “Vínculos entre a tradição celta e a tradição literária galego-portuguesa”.
16h00 – Conferência: Monumentos arqueológicos de Vilar de Perdizes e Pitões das Júnias, António Lourenço Fontes.
17h00 – Conferência: Tradição celta e literatura medieval galaico-portuguesa, Fátima Figueiredo.
18h00 – Visita ao Eco-museu e à cascata de Montalegre.
20h00 – Ceia.

Domingo dia 6 de Maio:
(na Sala da Junta de Freguesia de Pitões das Júnias)

10h00 – Conferência: Sobrevivência das divindades celtas na mitologia e hagiografia galegas, David Outeiro.
11h00 – Conferência: A Soberania indoeuropeia, celta e galaico-portuguesa: a perduração no folclore, Doutora Blanca Garcia Fernández-Albalát (diretora do Depto. de Cultura Céltica Contemporânea, IGEC).
12h00 – Mesa redonda, debate e conclusões.
14h00 – Comida de confraternização.


Novas descobertas

Continuam as descobertas  a cargo de membros do IGEC. Mais uma vez o etnólogo, linguista e investigador Calros Solla localizou uns restos de grande interesse em Fondós, no concelho de Cerdedo (Terra de Montes). Solla, que vinha já de dar com um petróglifo recentemente e um significativo achádego antropomorfo a começos de ano (todos eles nas mesmas contornas) desvela agora restos dum moinho da Idade do Ferro não muito longe dum castro. Como ele mesmo indica:

Non é difícil imaxinar os nosos devanceiros prehistóricos moendo no muíño do Castriño grans de trigo ou maínzo e varrendo a fariña cunha vasoira de colmo. Non é difícil imaxinar como, xacando, algún labrego moderno o desprendeu do penedo onde fora labrado e o transportou dende o castro até a leira, para reutilizalo como pasadoiro.


Lançamento do livro “Following the Sun”, uma ‘guia de viagens ao fim do mundo’

Na próxima sexta dia 27 de Abril a Deputación da Coruña organiza a apresentação do livro “Following the Sun – Siguiendo al Sol – una guía de a viajes al fin del mundo” (Gabriel Fraga de Cal),

Neste acto o IGEC estará representado por um dos entrevistados na obra, André Pena Granha (decano de estudos do IGEC), assim como por Heitor Rodal (presidente), Michelette Harris (directora administrativa) e Xoán Paredes (secretário).

Neste evento estarão presentes também diversas personalidades que aparecem na obra de Fraga de Cal, como Richard Mohan (prior do Purgatório de S. Patrício, Irlanda) e Donatien Laurent (etnólogo e ex-director do Centro de Investigação de Estudos Celtas da Universidade da Bretanha Ocidental), entre outros.

Este projeto de investigação, visto sob a perspectiva dum foto-jornalista, consistiu no estudo da etnografia, antropologia e construções do património das regiões da Europa Atlântica, as suas similitudes na história e as suas diferenças, para o que o autor viajou aos lugares mais emblemáticos das fisterras atlânticas.

A apresentação terá lugar na sala ‘Manuel López’ da biblioteca da Deputación (R/ Rego de Água 37, Corunha) às 20h.

¡Extiende el Amor!

Deja un comentario

Tu dirección de correo electrónico no será publicada. Los campos obligatorios están marcados con *

*